Propaganda, no sentido contemporâneo do termo e em muitos casos, não é persuasão racional, mas apelação emocional, com o intuito de mover a mente humana para um nível subconsciente, no qual ela se torne mais sugestionável. É, em certa medida, uma espécie de hipnose, cujo objetivo é neutralizar o senso crítico do indivíduo, capturar sua atenção e conduzir seu comportamento. O que impede muitos de ver essa realidade é a ideia de que propaganda é algo inofensivo — ideia esta fruto da própria propaganda. Como dizem alguns: o maior truque do “diabo” é fazer as pessoas acreditarem que ele não existe!

J.G.S

Pawel Kuczynski

--

--